DIFUSÃO DO PENSAMENTO MARXISTA BRASILEIRO

Difamação atrasa distribuição de novo livro de Caio Prado Júnior [NOTA PÚBLICA/ NÚCLEO PRÁXIS-USP]


“Segundo indícios, o ataque não provém de fascistas, mas de gente próxima a círculos acadêmicos críticos, motivado por interesses comerciais na obra do autor”: ENTENDA O CASO

***

CAIO PRADO JR. TEM TRADUÇÃO INÉDITA PUBLICADA NA ARGENTINA

A obra do pensador brasileiro Caio Prado Júnior chega agora ao público argentino e de língua espanhola, em cuidadosa tradução castelhana. O livro ‘”Historia y Filosofía” foi lançado em Rosário, província de Santa Fé, na Argentina, pela editora Último Recurso, em parceria com o Núcleo Práxis da Universidade de São Paulo.

Fruto de um trabalho coletivo minucioso, a tradução foi coordenada pelo filósofo Yuri Martins-Fontes, estudioso da obra do autor, e realizada por cerca de 20 pesquisadores, incluindo historiadores, cientistas sociais, linguistas, economistas e até psicólogos, membros e colaboradores do Núcleo Práxis da USP, entidade político-acadêmica vinculada à FFLCH-USP e dedicada à democratização da educação e difusão do conhecimento crítico.

Composta por uma seleção de obras fundamentais do pensador marxista, a maior parte jamais traduzida ao espanhol, a edição argentina reúne textos de nove de seus principais livros, dentre os quais História econômica do Brasil, Formação do Brasil Contemporâneo, O mundo do socialismo, A revolução brasileira e Dialética do conhecimento.

Caio Prado, considerado um dos mais importantes intelectuais brasileiros, publicou em vida cerca de duas dezenas de livros, além de inúmeros ensaios; um trabalho de temática abrangente e impactante, mas até então pouco traduzido a outros idiomas.

No prefácio da publicação, o historiador e professor da USP Lincoln Secco apresenta um panorama sobre as bases do pensamento caiopradiano, do qual é especialista, sendo autor de vários livros e artigos sobre o tema.

Dadas as precárias condições atuais do investimento educacional do país, o processo de elaboração da obra não teve apoio das agências de fomento nacionais, sendo realizada por iniciativa do próprio Núcleo Práxis e de seus colaboradores, com escassos recursos, de modo que tardou quatro anos para ser concluída.

O livro é dividido em duas partes: “Escritos político-historiográficos”; e “Escritos filosóficos y manuscritos inéditos”. Nesta última parte, encontra-se a tradução de alguns textos de Caio Prado jamais publicados nem sequer em português, garimpados pelo coordenador da obra durante pesquisa de doutorado, e transcritos a partir de originais pertencentes ao Instituto de Estudos Brasileiros da USP.

Embora lançado no final de 2020, quando se completou 30 anos sem Caio Prado, um problema de comunicação com herdeiros, detentores dos direitos autorais, acabou atrasando a divulgação do livro. Segundo representante do legado do autor, uma acusação feita por “terceiros” afirmava que a obra – até então autorizada para ser publicada na Argentina, como texto de referência para pesquisa – teria uma reedição “comercial” a ser publicada no Brasil, algo que jamais foi aventado pelos editores ou coordenadores.

Verificado o engano, a obra de viés acadêmico e sem fins lucrativos foi novamente autorizada pelos representantes do legado do autor, com o intuito de difundir internacionalmente o pensamento caiopradiano.

Devido a seu caráter educacional e acadêmico, a impressão desta edição obteve subsídio da Câmara de Deputados da Província de Santa Fé, e a editora argentina enviou a São Paulo algumas dezenas de exemplares. Estes volumes serão agora destinados gratuitamente pelo Núcleo Práxis a pesquisadores, sobretudo hispânicos residentes no Brasil, que estudem o pensamento de Caio Prado e manifestem interesse.

Durante o CURSO DE FORMAÇÃO POLÍTICA/2021, organizado pelo Núcleo Práxis (de set. a nov. deste ano), a obra será distribuída por entre pesquisadores caiopradianos, mediante um concurso de artigos sobre o tema: “O marxismo de Caio Prado”.

Por ora, o Núcleo Práxis disponibiliza exemplares para consulta pública em sua sede, no Butantã, mediante agendamento. Confira na página oficial da organização: https://nucleopraxisusp.org .

Para mais informações sobre o livro, entrar em contato com a Editorial Último Recurso (editorialur@gmail.com) ou com o Núcleo Práxis (nucleopraxis.usp.br@gmail.com).


[Coordenação de Comunicação do Núcleo Práxis da USP]

***

[Difusão do pensamento brasileiro]

Caio Prado Jr. tem tradução inédita publicada na Argentina

Paulo Iannone* e Joana Coutinho**

A obra do pensador brasileiro Caio Prado Júnior chega agora ao público argentino e de língua espanhola, em cuidadosa tradução castelhana. O livro ‘”Historia y Filosofía” foi lançado em Rosário, província de Santa Fé, na Argentina, pela editora Último Recurso, em parceria com o Núcleo Práxis da Universidade de São Paulo.

Fruto de um trabalho coletivo minucioso, a tradução foi coordenada pelo filósofo Yuri Martins-Fontes, estudioso da obra do autor, e realizada por cerca de 20 pesquisadores, incluindo historiadores, cientistas sociais, linguistas, economistas e até psicólogos, membros e colaboradores do Núcleo Práxis da USP, entidade político-acadêmica vinculada à FFLCH-USP e dedicada à democratização da educação e difusão do conhecimento crítico.

Composta por uma seleção de obras fundamentais do pensador marxista, a maior parte jamais traduzida ao espanhol, a edição argentina reúne textos de nove de seus principais livros, dentre os quais História econômica do Brasil, Formação do Brasil Contemporâneo, O mundo do socialismo, A revolução brasileira e Dialética do conhecimento.

Caio Prado, considerado um dos mais importantes intelectuais brasileiros, publicou em vida cerca de duas dezenas de livros, além de inúmeros ensaios; um trabalho de temática abrangente e impactante, mas até então pouco traduzido a outros idiomas.

No prefácio da publicação, o historiador e professor da USP Lincoln Secco apresenta um panorama sobre as bases do pensamento caiopradiano, do qual é especialista, sendo autor de vários livros e artigos sobre o tema.

Dadas as precárias condições atuais do investimento educacional do país, o processo de elaboração da obra não teve apoio das agências de fomento nacionais, sendo realizada por iniciativa do próprio Núcleo Práxis e de seus colaboradores, com escassos recursos, de modo que tardou quatro anos para ser concluída.

O livro é dividido em duas partes: “Escritos político-historiográficos”; e “Escritos filosóficos y manuscritos inéditos”. Nesta última parte, encontra-se a tradução de alguns textos de Caio Prado jamais publicados nem sequer em português, garimpados pelo coordenador da obra durante pesquisa de doutorado, e transcritos a partir de originais pertencentes ao Instituto de Estudos Brasileiros da USP.

Embora lançado no final de 2020, quando se completou 30 anos sem Caio Prado, um problema de comunicação com herdeiros, detentores dos direitos autorais, acabou atrasando a divulgação do livro. Segundo representante do legado do autor, uma acusação feita por “terceiros” afirmava que a obra – até então autorizada para ser publicada na Argentina, como texto de referência para pesquisa – teria uma reedição “comercial” a ser publicada no Brasil, algo que jamais foi aventado pelos editores ou coordenadores.

Verificado o engano, a obra de viés acadêmico e sem fins lucrativos foi novamente autorizada pelos representantes do legado do autor, com o intuito de difundir internacionalmente o pensamento caiopradiano.

Devido a seu caráter educacional e acadêmico, a impressão desta edição obteve subsídio da Câmara de Deputados da Província de Santa Fé, e a editora argentina enviou a São Paulo algumas dezenas de exemplares. Estes volumes serão agora destinados gratuitamente pelo Núcleo Práxis a pesquisadores, sobretudo hispânicos residentes no Brasil, que estudem o pensamento de Caio Prado e manifestem interesse.

Durante o ciclo de debates “Marxismo, América Latina e Crise do Contemporâneo”, organizado pelo Núcleo Práxis e previsto para julho, a obra será distribuída por entre pesquisadores caiopradianos, mediante um concurso de artigos sobre o tema: “O marxismo de Caio Prado”.

Por ora, o Núcleo Práxis disponibiliza exemplares para consulta pública em sua sede, no Butantã, mediante agendamento. Confira na página oficial da organização: https://nucleopraxisusp.org .

Para mais informações sobre o livro, entrar em contato com a Editorial Último Recurso (editorialur@gmail.com) ou com o Núcleo Práxis (nucleopraxis.usp.br@gmail.com).


*Paulo Iannone, jornalista, assessor e membro do Núcleo Práxis-USP.

**Joana Coutinho, cientista política, professora da UFMA e membro do Núcleo Práxis-USP.

***

[Difusión del pensamiento brasileño]

Historia y Filosofía”, de Caio Prado Júnior

Marxista brasileño tiene traducción inédita publicada en Argentina

La obra del pensador marxista Caio Prado Júnior llega ahora al público argentino y de habla hispana, en una cuidadosa traducción al castellano. El libro “Historia y Filosofía” fue presentado en Rosario, provincia de Santa Fé, Argentina, por la editorial Última Recurso, en alianza con el Núcleo Práxis de la Universidad de São Paulo.

Fruto de un minucioso trabajo colectivo, la traducción fue coordinada por el filósofo Yuri Martins-Fontes, especialista en la obra del autor, y realizada por una veintena de investigadores, entre historiadores, científicos sociales, lingüistas, economistas e incluso psicólogos, miembros y colaboradores del Núcleo Práxis de la USP, entidad político-académica vinculada a la Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas de la USP, y dedicada a la democratización de la educación y difusión del conocimiento crítico.

Compuesta por una selección de obras fundamentales del pensador marxista (la mayoría de las cuales nunca traducidas al español), la edición argentina reúne textos de nueve de sus principales libros, entre ellos: História econômica do Brasil, Formação do Brasil contemporâneo, O mundo do socialismo, A revolução brasileira, y Dialética do conhecimento.

Caio Prado, considerado uno de los más importantes intelectuales brasileños, publicó alrededor de dos docenas de libros en su vida, además de innumerables ensayos: un trabajo temático completo e impactante, pero hasta entonces poco traducido a otros idiomas.

En el prefacio de la publicación, el historiador y profesor de la USP Lincoln Secco presenta un panorama de las bases del pensamiento caiopradiano, en el que es experto, siendo autor de varios libros y artículos sobre el tema.

Dadas las precarias condiciones actuales de la inversión educativa en Brasil, el proceso de preparación del trabajo no contó con el apoyo de las agencias nacionales de desarrollo a la investigación, siendo realizado por iniciativa del propio Núcleo Práxis y sus colaboradores, con escasos recursos, por lo que se necesitaron cuatro años por completar el proyecto.

El libro se divide en dos partes: “Escritos político-historiográficos”; y “Escritos filosóficos y manuscritos inéditos”. En esta última parte, hay traducciones de algunos textos de Caio Prado que nunca fueron publicados ni siquiera en portugués; escritos descubiertos por el coordinador de la obra durante su investigación doctoral, y transcritos de cuadernos originales pertenecientes al Instituto de Estudos Brasileiros de la USP.

Aunque lanzado a finales de 2020, cuando cumplía 30 años sin Caio Prado, un problema de comunicación con los herederos, titulares de derechos de autor, acabó retrasando la publicación del libro. Según un representante del legado del autor, una acusación realizada por “terceros” afirmaba que la obra –hasta entonces autorizada para ser publicada en Argentina, como texto de referencia para investigación– tendría una reimpresión “comercial” para ser publicada en Brasil, algo que nunca fue considerado por los editores o coordinadores.

Una vez comprobado el error, el trabajo –con sesgo académico y sin fines de lucro– fue nuevamente autorizado por los representantes del legado del autor, con el objetivo de difundir el pensamiento caiopradiano a nivel internacional.

Por su carácter educativo y académico, la impresión de esta edición fue subvencionada por la Cámara de Diputados de la Provincia de Santa Fé, Argentina. Recientemente, la editorial de Rosario envió varias decenas de ejemplares a São Paulo, y estos volúmenes serán ahora entregados gratuitamente por el Núcleo Práxis a investigadores, especialmente hispanohablantes que estudian el pensamiento de Caio Prado y expresen interés.

Al final de este año, en el cierre del “Curso de Formación Política/2021” (proyecto de educación popular ofrecido periódicamente por el Núcleo Práxis), que por la coyuntura será vía remota, el libro se distribuirá entre los estudiantes e investigadores participantes, a través de un concurso de artículos sobre el tema: “El marxismo de Caio Prado”. Compruébalo en la página oficial de la organización: https://nucleopraxisusp.org.

Por ahora, el Núcleo Práxis de la USP pone a disposición copias para consulta pública en su sede, en São Paulo, con cita previa.

Para obtener más información sobre el libro, comuníquese con la Editorial Último Recurso (editorialur@gmail.com) o con el Núcleo Práxis de la USP (nucleopraxis.usp.br@gmail.com).

*Paulo Iannone es periodista, filósofo/UNIFESP, coordinador de comunicación del Núcleo Práxis de la USP.

**Joana Coutinho es politóloga, profesora/UFMA, coordinadora de comunicación del Núcleo Práxis de la USP.